sexta-feira, 26 de agosto de 2016

ANTOINE LAURENT DE LAVOISIER

Antoine Laurent de Lavoisier nasceu em Paris (França) no dia 26 de agosto de 1743 e morreu guilhotinado em Paris no dia 8 de maio de 1794 aos 50 anos e hoje comemoramos 273 anos do seu nascimento. Importante químico francês, considerado o "Pai da Química Moderna". Foi eleito membro da Royal Society em 1788. É reconhecido por ter enunciado o princípio da conservação da matéria, apesar de o russo Mikhail Lomonossov (1711-17650 tê-lo feito 14 anos antes. Além disso identificou e batizou o oxigênio, refutou a teoria flogística e participou na reforma da nomenclatura química. Célebre por seus estudos sobre a conservação da matéria, mais tarde imortalizado pela frase popular:
“Em uma reação química feita em recipiente fechado, a soma das massas dos reagentes é igual à soma das massas dos produtos.”
Lavoisier foi guilhotinado em 8 de maio de 1794, após um julgamento sumário no dia anterior. Joseph-Louis de Lagrange (1736-1813), um importante matemático, contemporâneo de Lavoisier disse:
“ Não bastará um século para produzir uma cabeça igual à que se fez cair num segundo.”


Resultado de imagem para SELO DE Antoine Lavoisier

ANTOINE LAURENT DE LAVOISIER


MIKHAIL LOMONOSSOV

Resultado de imagem para Joseph-Louis de Lagrange

JOSEPH-LOUIS DE LAGRANGE

PAPA JOÃO PAULO I - INÍCIO DO PONTIFICADO

Papa João Paulo I nascido Albino Luciani nasceu em Canale d'Agordo (Itália) no dia 17 de outubro de 1912 e morreu no Vaticano (Itália) no dia 28 de setembro de 1978 aos 65 anos. João Paulo I  era oriundo de família humilde. Governou a Santa Sé durante apenas 33 dias, entre 26 de agosto de 1978 até a data da sua morte. Tornou-se rapidamente conhecido na Cúria Romana pelo apelido de "Papa do Sorriso", por sua afabilidade. Foi o primeiro Papa desde Clemente V (1264-1314) a recusar uma coroação formal, cerimônia não oficialmente abolida, ficando a cargo do eleito escolher como quer iniciar seu pontificado. Contudo, desde então, os papas eleitos têm optado por uma cerimônia de "início do pontificado", com a respectiva entronização e o juramento de fidelidade. Não aceitava ser carregado em uma liteira como os outros papas, por uma questão de humildade. Também foi pioneiro ao adotar um nome papal duplo. Antes de ser Papa, Luciani foi Patriarca de Veneza e não tinha ambição alguma, nunca tendo sonhado em ser papa. Foi o primeiro Papa a nascer no século XX. Seu nome papal duplo foi uma homenagem aos seus dois antecessores, Paulo VI (1897-1978) e João XXIII (1881-1963). A revista italiana 30 Giorni revela, com base em declarações de um dos quatro irmãos de João Paulo I, que a Irmã Lúcia, uma das três crianças que assistiram às aparições de Nossa Senhora em Fátima, durante a visita que o então Patriarca de Veneza lhe fez no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra, sempre o tratou por "Santo Padre". O Cardeal Luciani fica impressionado e pergunta: "Porquê?", ao que a Irmã responde: "Vossa Eminência um dia será eleito Papa". E ele disse: "Sabe-se lá, irmã…", e a Irmã retorquiu: "Será sim, mas o seu pontificado será muito breve".

Resultado de imagem para SELO DE PAPA JOÃO PAULO I

PAPA JOÃO PAULO I

Resultado de imagem para selo do PAPA Paulo VI

PAPA PAULO VI


Resultado de imagem para selo do PAPA joão xxiii

PAPA JOÃO XXIII
=========================================================================================================

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

DUQUE DE CAXIAS - PATRONO DO EXÉRCITO BRASILEIRO

Luís Alves de Lima e Silva, Duque de Caxias nasceu em Porto Estrela (RJ) 25 de agosto de 1803 e morreu em Valença (RJ) no dia 7 de maio de 1880. O Duque de Caxias recebeu a alcunha de "O Pacificador" e "O Duque de Ferro". Importante militar, maçom, político e monarquista brasileiro. Caxias seguiu uma carreira militar, assim como seu pai e tios. Ele lutou em 1823 contra Portugal na Independência do Brasil e depois passou três anos na Cisplatina enquanto o governo tentou resistir sem sucesso contra a secessão da província. Caxias permaneceu leal ao imperador Pedro I durante protestos em 1831, apesar de seus familiares terem abandonado o monarca. Pedro I abdicou em favor de seu filho Pedro II, a quem Caxias serviu como mestre de armas ensinando-lhe esgrima e hipismo, eventualmente tornando-se seu amigo
Luiz Alves de Lima e Silva recebeu os seguintes Títulos de Nobreza: Barão de Caxias no dia 18 de julho de 1841; Conde de Caxias no dia 25 de março de 1845; Marquês de Caxias no dia 26 de junho de 1852 e de Duque de Caxias no dia 23 de março de 1869.  Luiz Alves de Lima e Silva foi agraciado com o as seguintes Honrarias: Grã-Cruz da Imperial Ordem do Cruzeiro do Sul; Grã-Cruz da Imperial Ordem da Rosa; Grã-Cruz da Imperial Ordem de Pedro; Grã-Cruz da Imperial Ordem de São Bento de Avis e Grã-Cruz da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa. Luiz Alves de Lima e Silva recebeu as seguintes Honras militares: Medalha da Guerra de Independência; Medalha do Exército do Estado Oriental do Uruguai; Medalha comemorativa da rendição da divisão do exército do Paraguai que ocupou o vilarejo de Uruguaiana; Medalha de Bravura e Medalha entregue para militares, armada e civis pelas operações na Guerra do Paraguai.
Luiz Alves de Lima e Silva recebeu também outras homenagens: Membro do Conselho de Estado; Membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro; Membro do Supremo Conselho Militar e de Justiça e Ajudante de campo do Imperador.

O Dia do Soldado é uma data comemorativa brasileira cujo dia é 25 de agosto. A data homenageia o dia do nascimento de Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, em 25 de agosto de 1803, patrono do Exército Brasileiro que se tornou conhecido como "O Pacificador" após sufocar muitas rebeliões contra o Império.


DUQUE DE CAXIAS 
 PATRONO DO EXÉRCITO BRASILEIRO


DUQUE DE CAXIAS 
 PATRONO DO EXÉRCITO BRASILEIRO


DUQUE DE CAXIAS 
 PATRONO DO EXÉRCITO BRASILEIRO

DUQUE DE CAXIAS 
 PATRONO DO EXÉRCITO BRASILEIRO



DUQUE DE CAXIAS 
 PATRONO DO EXÉRCITO BRASILEIRO

MICHAEL FARADAY

Michael Faraday nasceu em Newington, Surrey (Inglaterra) no dia 22 de setembro de 1791 e morreu em Hampton Court (Inglaterra) no dia 25 de agosto de 1867 aos 75 anos e hoje registramos 149 anis da sua morte. Importante físico e químico inglês. É considerado um dos cientistas mais influentes de todos os tempos. As suas contribuições mais importantes e os seus trabalhos mais conhecidos tratam dos fenômenos da eletricidade, da eletroquímica e do magnetismo. Mas Faraday fez também diversas outras contribuições muito importantes na física e na química. 
Resultado de imagem para selo de Michael Faraday

MICHAEL FARADAY



Resultado de imagem para selo de Michael Faraday

MICHAEL FARADAY


Resultado de imagem para selo de Michael Faraday

MICHAEL FARADAY
=========================================================================================================

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

GETÚLIO DORNELLES VARGAS

Getúlio Dornelles Vargas nasceu em São Borja (RS) no dia 19 de abril de 1882 e morreu no Rio de Janeiro (RJ) no dia 24 de agosto de 1954 aos 72 anos e hoje registramos 62 anos do seu suicídio com um tiro no coração, em seu quarto, no Palácio do Catete, na cidade do Rio de Janeiro, então capital federal.  Advogado e político brasileiro, líder civil da Revolução de 1930, que pôs fim à República Velha, depondo seu 13º e último presidente, Washington Luís Pereira de Sousa (1869-1957), e, impedindo a posse do presidente eleito em 1 de março de 1930, Júlio Prestes de Albuquerque (1882-1946).
 
Resultado de imagem para selo de Getúlio Vargas

GETÚLIO DORNELLES VARGAS

Resultado de imagem para selo de Washington Luís Pereira de Sousa

WASHINGTON LUÍS PEREIRA DE SOUSA

LÉO FERRÉ

Léo Ferré nasceu em Mônaco no dia 24 de Agosto de 1916 - Castellina in Chianti, Itália, no dia 14 de Julho de 1993 aos 76 anos e hoje comemoramos o seu centenário de nascimento. Ele tinha uma irmã, Lucienne, dois anos mais velha. Importante poeta, anarquista e músico franco- monegasco. Enquanto músico foi autor, compositor e intérprete de um grande número de canções. Viveu no Mônaco, Paris, departamento de Lot e na Toscana, onde terminou os seus dias. Ferré era filho de Joseph Ferré (?) diretor do pessoal do casino de Monte Carlo e de Marie Scotto (?), costureira de origem italiana  do Piemonte. Interessou-se muito cedo pela música. Com apenas sete anos integra o coro da catedral do Mônaco e aí aprende solfejo e harmonia. Descobre a polifonia entrando em contato com as obras de Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525-1594) e de Tomás Luis de Victoria (1548-1611). Mais tarde descobre a obra de Ludwig van Beethoven (1770-1827), representando um concerto na ópera de Monte Carlo. O elevado nível poético das letras das suas numerosas canções costuma refletir um inconformismo radical de cunho anarquista e a qualidade da música e da interpretação situam-no nos maiores vultos da moderna canção francesa. Autor de duas grandes séries de canções sobre textos de Charles Baudelaire (1821-1867) e Louis Aragon (1897-1982), utilizou também poemas de Pierre Ronsard (1524-1585), Guillaume Apollinaire (1880-1918), Arthur Rimbaud (1854-1891) entre outros.


LÉO FERRÉ


GIOVANNI PERLUIGI DA PALESTRINA

Resultado de imagem para selo de Beethoven

LUDWIG VAN BEETHOVEN

Resultado de imagem para selo de Baudelaire

CHARLES BAUDELAIRE


ARTHUR RIMBAUD
===================================
SERGE GAINSBOURG
(1928-1991)
  

CLAUDE FRANÇOIS
(1939-1978)
 

DALIDA
(nome artístico de Iolanda Cristina Gigliotti)
(1933-1987)

MICHEL BERGER BARBARA
        (1947-1992)                                                        (1930-1997)
======================================================================

terça-feira, 23 de agosto de 2016

ANTÔNIO VICENTE FILIPE CELESTINO

Antônio Vicente Filipe Celestino  nasceu no Rio de Janeiro (RJ) no dia 12 de setembro de 1894 e morreu em São Paulo (SP) no dia 23 de agosto de 1968 aos 73 anos e hoje registramos 48 anos da sua morte. Um dos mais importantes cantores brasileiros do século XX. Em 1965, recebeu o título de "Cidadão Paulistano" pela Câmara de Vereadores desta cidade. No dia 23 de agosto de 1968, quando se preparava para gravar um programa de televisão, onde seria homenageado pelo Movimento Tropicalista, passou mal no quarto do Hotel Normandie, em São Paulo, falecendo do coração minutos depois. Seu corpo foi transferido para o Rio de Janeiro, onde foi velado por uma multidão na Câmara dos Vereadores e sepultado sob palmas do público no Cemitério de São João Batista no Rio de Janeiro.

ANTÔNIO VICENTE FILIPE CELESTINO